Prefeitura Municipal de Tamarana | Após concurso entre estudantes, mascote da reciclagem de Tamarana é escolhida

Após concurso entre estudantes, mascote da reciclagem de Tamarana é escolhida

  Data da Publicação: 21/08/2018
Após concurso entre estudantes, mascote da reciclagem de Tamarana é escolhida

* Teatro da "Capitã Coleta" ensinou reciclagem de forma lúdica para as crianças (Comunicação /PMT)

Um pneu que traz o planeta Terra dentro de si e carrega saquinhos de resíduos. Este é "Reciclo", personagem criado pelo estudante João Pedro Santos, do 5º ano da Escola Municipal Professora Iracema Torres Rochedo, que venceu o concurso realizado nas séries de nível fundamental da rede de ensino do município para escolher a mascote da reciclagem de Tamarana.

"Peguei o livro de ciências e fui pesquisar. Achei interessante desenhar um pneu com a Terra dentro", contou o garoto sobre como se inspirou para colocar "Reciclo" no papel. "Em casa, eu falo para meu pai e para minha mãe que é bom reciclar o lixo", acrescentou ele. Além de ver seu personagem estampar itens como o caminhão utilizado pela Cooperativa de Coleta Seletiva e Reciclagem de Tamarana (Cooretam), João Pedro foi premiado com um tablet.

Dorivan Rinsãnh Amandio, aluno do 5º ano da Escola Rural Municipal Enes Barbosa, conquistou o segundo lugar com sua mascote "Cará Laranjinho". Já Eliza Longo de Barros, do 5º ano da Escola Municipal Professora Taeko Lima Almeida, ficou em terceiro lugar por ter criado "Flexa". A dupla também ganhou um tablet cada.

O concurso integra o Projeto de Resíduos Sólidos, iniciativa executada por meio de parceria entre o Consórcio Caminhos do Tibagi – do qual a Prefeitura de Tamarana faz parte – e a Klabin. A seleção da mascote passou por três etapas: os próprios estudantes escolheram o melhor desenho de suas turmas e, em seguida, profissionais das três escolas municipais enviaram somente um deles por unidade de ensino para uma comissão julgadora composta por representantes da administração municipal, da Klabin e da Cooretam que, por sua vez, definiu o vencedor.

A cerimônia de premiação ocorreu na última sexta-feira (17), no salão do Projeto Solipar. Ao menos 200 alunos participaram do evento, que também contou com apresentação teatral da "Capitã Coleta" e distribuição de gibis da heroína que abordam a importância da separação correta dos resíduos.

"Se a gente não abraçar a causa da destinação do lixo, o que vai ser da cidade daqui a 10 anos? Por isso, toda a administração municipal está envolvida nessa parceria com a Klabin. É essencial passar para as crianças a cultura da reciclagem", afirmou o prefeito de Tamarana, Beto Siena.

O trabalho de educação ambiental desenvolvido em conjunto com a Klabin na rede municipal de ensino de Tamarana começou no primeiro trimestre deste ano e tem como foco as turmas de 4º ano. Entre as ações já colocadas em prática, os professores responsáveis por essas classes e as pedagogas do município receberam uma capacitação a respeito do tema. Além disso, os quartanistas fizeram visitas à central de recicláveis da Cooretam para entender o funcionamento da cooperativa.

"Vimos a necessidade de esclarecer a comunidade sobre a reciclagem e, ao conversamos com o secretário de Meio Ambiente, decidimos começar pelos pequenos", explicou a secretária de Educação de Tamarana, Maisa Nakata.

E, conforme o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do município, José Carlos dos Santos, a ação já rende frutos, pois chegou a 26,5% o índice de resíduos domésticos gerados na zona urbana e encaminhados para a reciclagem em julho deste ano. Três meses antes, em abril, esse número havia sido de 24,2%. "Os resultados obtidos até agora são excelentes. Estamos aumentando a quantidade e a qualidade da reciclagem em Tamarana", garantiu ele.

Para o engenheiro ambiental da área de Sustentabilidade e Meio Ambiente da Klabin, Guilherme Conor Coraiola, os atores mirins exercem um papel de peso na escalada dos números da reciclagem em Tamarana. "A criança tem um 'poder' para chegar em casa e cobrar o pai, a mãe, o vizinho. Ela aprende coisas novas e quer passar isso para os outros".


Lucas Marcondes Araújo - Comunicação/PMT