Prefeitura Municipal de Tamarana | Cartas escritas por estudantes para prefeito estarão em cápsula do tempo

Cartas escritas por estudantes para prefeito estarão em cápsula do tempo

  Data da Publicação: 26/11/2018
Cartas escritas por estudantes para prefeito estarão em cápsula do tempo

* 'Para os próximos anos, a gente tem que investir cada vez mais em ações para o meio ambiente', afirmou Beto Siena (Comunicação/PMT)

Estudantes do 5º ano matutino da Escola Municipal Professora Taeko Lima Almeida, do Jardim Juny, em Tamarana, entregaram uma carta ao prefeito Beto Siena em que pedem uma série de medidas em prol do meio ambiente do município – entre elas, instalação de mais lixeiras nas ruas da cidade, apoio para implantação de sistemas de reaproveitamento da água da chuva e ações para ampliar a preservação das áreas de fundo de vale.

As reivindicações foram escritas pelas próprias crianças em cartas individuais. Durante a última sexta-feira (23), Beto visitou a unidade de ensino e uma carta coletiva que reuniu as principais demandas turma foi lida para o chefe do Executivo pela aluna Jhennifer Isabelle Oliveira, de 11 anos. "A gente se diverte muito com essas atividades. Elas são a melhor coisa que nós estamos fazendo na escola", contou a garota depois de representar os colegas junto ao prefeito.

As cartas estarão entre os objetos que serão depositados em uma cápsula do tempo que já está construída na escola e será fechada daqui a pouco mais de uma semana, em oito de dezembro, a partir das 9h. Sua reabertura está marcada para 11 de outubro de 2040.

"A Taeko está de parabéns por fazer um trabalho tão importante e por envolver tanto as crianças. É um esforço conjunto e, para os próximos anos, a gente tem que investir cada vez mais em ações para o meio ambiente", afirmou Beto Siena.

Além deste, outros 12 projetos (todos ligados ao Programa A União Faz a Vida, realizado em parceria da Secretaria de Educação do município com a Sicredi Agroempresarial) serão apresentados para a comunidade no próximo dia oito. Ao todo, o União Faz a Vida reúne iniciativas que, encabeçadas por mais de 40 educadores de Tamarana, atendem 900 estudantes da rede municipal.

Além disso, as crianças do 5º ano matutino desenvolveram um sistema de captação da água da chuva para irrigar a horta que começou a ser cultivada na escola graças a outro projeto do União Faz a Vida. Tanto a iniciativa das cartas quanto a da irrigação também participam de um concurso organizado pelo Consórcio para Proteção Ambiental da Bacia do Rio Tibagi (Copati) e são coordenadas pelo professor da turma, Claudio Ramos.

"É gratificante, os alunos entenderam o objetivo do projeto. Alguns sugeriram até para os pais [que água da chuva seja reaproveitada], porque também é questão de economia na conta de água. Acho que vai surtir resultado", comemorou o docente.

Também estiveram na visita à Escola Municipal Professora Taeko Lima Almeida os secretários municipais de Administração, Roberto da Silva; de Educação, Maisa Nakata; de Fazenda, Bruna Silva Miranda, e a controladora do município, Cristina Seidler.


Lucas Marcondes Araújo - Comunicação/PMT