Combate à exploração sexual de crianças e adolescentes é debatido no Cras

  Data da Publicação: 18/05/2018
Combate à exploração sexual de crianças e adolescentes é debatido no Cras

* Problemas da atualidade são abordados mensalmente no Cras: tema de junho será o combate ao trabalho infantil (Comunicação/PMT)

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Professora Sueli Dias de Paula Oliveira, de Tamarana, debateu com a comunidade o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Os encontros foram realizados nos últimos dias 8 e 15, nos períodos da manhã e da tarde. Este mês é dedicado ao tema em todo o Brasil, já que o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é neste 18 de maio. No Paraná, inclusive, há uma campanha em andamento para alertar sobre a questão.

As conversas tiveram como público-alvo os grupos de usuários do Cras formados por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), mas a população em geral também pôde participar dessas agendas. "Tamarana é um município violento e temos buscado orientar a comunidade para que esse ciclo seja rompido. A violência sexual acontece em qualquer nível social, mas as famílias mais vulneráveis têm dificuldade para acessar políticas públicas que combatem essa questão", explicou a coordenadora do Cras, Micheli Camargo.

No próximo mês, o tema em debate na unidade será o combate ao trabalho infantil. As reuniões estão marcadas para 5 e 12 de junho, às 8h30 e às 13h30 de cada dia. "O principal trabalho do Cras é o PAIF. Abordamos um assunto diferente a cada mês", acrescentou a coordenadora, que também destacou que os encontros são abertos para todos os moradores.

O Centro de Referência de Assistência Social Professora Sueli Dias de Paula Oliveira fica na Rua Durval Azevedo Costa, 128, Jardim Esperança. O telefone da unidade é o 3398-1963.

 

Lucas Marcondes Araújo - Comunicação/PMT