Escola do Jardim Juny arrecada brinquedos para alunos

  Data da Publicação: 05/03/2018
Escola do Jardim Juny arrecada brinquedos para alunos

* Doações podem ser levadas na Escola Municipal Professora Taeko Lima Almeida de segunda a sexta-feira (8h30-11h e 13h30-16h) (Reprodução/Pixabay)

A Escola Municipal Professora Taeko Lima Almeida, do Jardim Juny, em Tamarana, deu início nos últimos dias a uma campanha para arrecadar brinquedos novos e usados que estejam em bom estado. Os itens serão utilizados pelos estudantes na hora do recreio.

A iniciativa foi batizada de "Projeto Recreio Legal". De acordo com a diretora da Taeko, Valdenice Gouveia Paz, a ideia é, através dos brinquedos doados, incentivar as crianças a realizar atividades lúdicas que estimulem boas práticas entre os pequenos. "Durante o recreio, geralmente as brincadeiras de correr são as preferidas dos alunos, o que pode ocasionar acidentes e confusões. A nossa proposta é transformar esse espaço em um momento lúdico e de maior organização pedagógica", explicou ela.

As doações podem ser levadas na própria escola (Rua Francisco Antonio Rodrigues, s/n, Jardim Juny) de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h e das 13h30 às 16h. Também há como agendar com os profissionais da Taeko para que busquem os brinquedos na casa ou trabalho de quem quer doar. "É importante que o recreio continue a ser um momento prazeroso em que o aluno se socialize de maneira livre, porém que faça isso de modo mais consciente", argumentou Valdenice. O telefone da unidade para mais informações é o 3398-1950.

Reuniões com pais – Durante a primeira reunião com os pais e responsáveis de 2018, que ocorreu no último dia 23, a comunidade escolar debateu os projetos da Taeko para este ano. O lema da escola para o período é "Família e escola: união que faz a diferença". Segundo a diretora, o trabalho conjunto entre pais e educadores terá como objetivo basilar elevar o nível de qualidade do ensino oferecido aos cerca de 250 alunos da unidade. "Temos que nos irmanar como escola para garantir a todos os estudantes o direito de aprender", afirmou Valdenice Gouveia Paz.

 

Lucas Marcondes Araújo - Comunicação/PMT