Prefeitura Municipal de Tamarana | Tamaranense perde mais de 30 quilos em menos de um ano e irá correr na São Silvestre

Tamaranense perde mais de 30 quilos em menos de um ano e irá correr na São Silvestre

  Data da Publicação: 26/12/2018
Tamaranense perde mais de 30 quilos em menos de um ano e irá correr na São Silvestre

* 'Quando estou correndo, estou realizada e de bem com a vida', afirma Maristela (Comunicação/PMT)

Quando 2018 começou, Maristela Silva Pedro Santos, de 38 anos, estava com 91 quilos e se preparava para fazer uma cirurgia no esôfago para sanar o problema de refluxo que a incomodava constantemente. Seu peso elevado, no entanto, impedia a realização do procedimento. Era hora de aliviar a balança, orientou o médico.

A rotina de exercícios físicos teve início com caminhadas leves e voltas de bicicleta, mas foi ao começar a correr que Maristela encontrou um novo caminho para sua vida. Já em abril, ela decidiu se inscrever em uma prova de rua em Londrina. Saiu de lá com o segundo lugar. Desde então, foram mais seis disputas. E seis pódios. “Eu não tinha nem noção do que era uma corrida de rua”, revela.

Aliadas a hábitos alimentares mais saudáveis, as corridas fizeram com que Maristela Silva Pedro Santos perdesse mais de 30 quilos em menos de um ano. Atualmente, a balança marca 57 quilos. “Minha autoestima estava muito abalada. Eu jamais esperava essa reviravolta”. Casada e mãe de duas filhas, ela mora no Conjunto Sebastião Moura Tresse, em Tamarana. Para ir e voltar do trabalho, na unidade da Cocamar na cidade, onde atua como zeladora, Maristela corre cerca de seis quilômetros. E ainda tem pique para treinar antes e depois do expediente.

“Eu não posso ver uma pista que me dá vontade de correr. Ganhei saúde e ainda estou ganhando pódio”, comemora Maristela, que, graças aos resultados impressionantes, passou a fazer parte da equipe de corredores Os Tucanos, de Rolândia.

O próximo – e talvez maior – desafio na trajetória meteórica da zeladora atleta será correr na 94ª Corrida Internacional de São Silvestre, em São Paulo (SP), na segunda-feira (31). Para ela, seu resultado na tradicional prova terá pouca importância se comparado com tudo que conquistou neste curto espaço de tempo. “Quando estou correndo, estou realizada e de bem com a vida”, afirma.


Lucas Marcondes Araújo - Comunicação/PMT