Prefeitura Municipal de Tamarana | Com dinâmica diferenciada, pré-conferências de Saúde estimulam participação popular

Com dinâmica diferenciada, pré-conferências de Saúde estimulam participação popular

  Data da Publicação: 23/01/2019
Com dinâmica diferenciada, pré-conferências de Saúde estimulam participação popular

* Propostas levantadas nas pré-conferências irão para X Conferência Municipal de Saúde, em 16 de fevereiro (Comunicação/PMT)

Realizadas em Tamarana desde o último mês, as pré-conferências municipais de Saúde têm adotado uma dinâmica diferente da usual. Além de oferecer café da manhã e almoço para os participantes, os encontros contam com recreação para as crianças e apresentações culturais.

Durante o último sábado (19), antes do início dos trabalhos da pré-conferência destinada aos usuários da zona urbana, os irmãos deficientes visuais Ronaldo & Ronilda subiram ao palco do salão do Projeto Solipar para cantar músicas tradicionais da Folia de Reis. Bastante aplaudida, a dupla emocionou o público.

Novidades como essa agradaram cidadãos como o vigia aposentado Valdomiro Lourenço dos Santos, de 65 anos, da região do Jardim Juny. "Foi bem feito e atraiu a comunidade. O Leandro [Feronato, coordenador da comissão organizadora da X Conferência Municipal de Saúde] e os demais [conselheiros de saúde e servidores do setor] estão de parabéns pela organização", elogiou.

A primeira pré-conferência, em 15 de dezembro, reuniu cerca de 170 moradores da zona rural e kaingangs da Terra Indígena Apucaraninha. Já no sábado passado, foram aproximadamente 100 participantes. Segundo Leandro Feronato – que é diretor de Ação em Saúde no município – os encontros são feitos para que os tamaranenses "se sintam em casa".

"A ideia surgiu a partir de experiências de outros municípios e estados. Fazer as pessoas compreenderem que elas têm um papel fundamental para o êxito das pré-conferências é um trabalho de formiguinha. O grande desafio é ter constância nessa dose de estímulo", avaliou Feronato. Para a conselheira municipal de saúde Renilda Rodrigues de Paula, de 61 anos, espaços de debate como esses devem ser ocupados pelos cidadãos. "A Saúde melhora com a participação popular, porque nossa função não é só apontar problemas, mas também ajudar nas soluções", afirmou a aposentada, que vive na região da Serra do Arreio, na área rural.

Para o diretor de Ação em Saúde, "atender quem não está doente" tem de ser uma das prioridades da administração municipal para os próximos anos. "A gente deve pensar em promover a saúde por meio da boa alimentação, da cultura, do fomento das potencialidades da cidade", exemplificou. Ações em prol das gestantes e dos recém-nascidos também estão entre as principais demandas elencadas por ele. "A saúde pública de Tamarana está boa, mas a gente precisa de mais campanhas para conscientizar a população sobre [a importância do] condicionamento físico. A prevenção é o melhor caminho", complementou a conselheira de saúde.

A terceira e última pré-conferência municipal de saúde está marcada para este sábado (26), das 8h às 16h, no salão do Projeto Solipar (Avenida João Domingues Gonçalves, 644, Centro). O evento será destinado aos gestores, prestadores de serviços e trabalhadores da Saúde local.

Conferência de Saúde – As propostas levantadas nas pré-conferências irão para a X Conferência Municipal de Saúde, em 16 de fevereiro, também no salão do Projeto Solipar, das 8h às 16h. O encontro definirá as diretrizes do setor para os próximos quatro anos e irá eleger a nova composição do Conselho Municipal de Saúde (CMS). Os delegados com direito a se candidatar e votar no pleito têm sido estabelecidos através das pré-conferências. Metade das cadeiras do CMS é reservada aos usuários da Saúde.


Lucas Marcondes Araújo - Comunicação/PMT